08 SET 2020

Hospital Universitário disponibiliza 10 novos leitos clínicos para Covid-19

Nesta segunda (8), a Universidade Estadual de Ponta Grossa abriu mais dez novos leitos clínicos para Covid-19 no Hospital Universitário. Com a ampliação, a atual capacidade de atendimento para pacientes suspeitos ou confirmados da doença passa a ser de 34 leitos clínicos e 30 de terapia intensiva (UTI).

Para o vice-reitor, Everson Krum, “conforme previsto no plano de ação do HU, o aumento de leitos clínicos vai possibilitar o acompanhamento de pacientes moderados e que precisam de acompanhamento hospitalar”. Krum detalha que, desde o início da pandemia, o HU-UEPG coloca em prática o plano formulado em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), com aumento gradativo e escalonado de leitos clínicos e de UTI. O incremento acontece conforme os indicadores epidemiológicos, acompanhados diariamente, que demonstram a necessidade de assistência hospitalar. “Mesmo com este aumento, ressaltamos para que a população contribua com as medidas de distanciamento social e higienização que já foram amplamente divulgadas”, complementa.

A disponibilidade dos leitos foi possível a partir da mudança dos serviços materno-infantis do HU para o Hospital Universitário Materno-Infantil (Humai-UEPG), que deve ser finalizada nesta semana, com a transferência das UTIs Neonatal e Pediátrica. Já funcionam no Humai-UEPG a maternidade, clínica cirúrgica pediátrica e demais atendimentos de alta e média complexidade voltados para crianças, gestantes e puérperas.

O Hospital, que é referência no atendimento a casos de Covid-19, conta com um Comitê de Enfrentamento da doença, responsável por pontuar as principais diretrizes, estabelecer protocolos e fazer o gerenciamento de leitos. Uma equipe multiprofissional, a partir da triagem, define se o paciente irá para a enfermaria ou UTI e estabelece a melhor conduta de tratamento.

Histórico

No Hospital Universitário da UEPG, os primeiros leitos exclusivos para pacientes com Covid-19 ou suspeita da doença foram disponibilizados em março, além de uma estrutura externa para triagem dos casos e um plano de contingência que previa mudanças nos atendimentos. Em seguida, no fim do mês, a instituição recebeu equipamentos para a abertura de dez novos leitos de UTI na ala Covid, setor isolado para os casos de infecção pelo novo coronavírus.

Em junho, uma nova ampliação permitiu que o hospital passasse a contar com 20 leitos de UTI, para pacientes graves, e 15 leitos clínicos, para pacientes com quadros moderados. Outros 19 leitos clínicos foram abertos no início do mês seguinte, julho. Com a chegada de equipamentos para 10 novos leitos de UTI, a ala Covid totalizou, em 17 de julho, 30 leitos de terapia intensiva e 24 clínicos.

Texto: Aline Jasper